Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

28 dezembro 2010

Inverno (II)

Anos a fio pedia-se por aqui um Natal branco. Claro que costuma nevar no Inverno, mas, na época de Natal, não vinha nada. O norte da Alemanha, por ser muito plano e pela proximidade ao Mar do Norte, tem pouca neve, se compararmos com o sul montanhoso (a Baviera, os Alpes). E entre 2000 e 2008 nevava tão pouco, que já se dizia que "não se faziam Invernos como antigamente".

No Inverno passado, a neve veio um pouco tarde, a partir de Janeiro. Mas veio em força. Este Outono/Inverno veio mais cedo... e com mais força ainda.


Agora, anda toda a gente cheia de neve. Quem não precisa de viajar, pode gozar a paisagem. Mas nos aeroportos e nas estações de caminho-de-ferro instalou-se o caos e muita gente viu-se obrigada a passar lá o Natal. Além disso, muitas estradas (e auto-estradas) estão intransitáveis, a neve é tanta, que nem a protecção civil cá do sítio, habituada a Invernos rigorosos, consegue normalizar a situação.



E também para quem está em casa as coisas começam a complicar-se. O lixo, por exemplo, não é recolhido, pois os camiões ficam atolados. Além disso, uma pessoa começa a encher-se de limpar neve às pazadas todos os dias para poder entrar e sair de casa.

Num lago gelado, fotografei estes patinhos, que se vêem obrigados a andar em vez de nadar. O que, diga-se de passagem, não será grande problema para eles, pois, mesmo sem virem carradas de neve, a situação verifica-se quase sempre, nesta altura.




Enfim, resta-nos a possibilidade de apreciar o cenário. E, como os alemães costumam dizer: "Der nächste Sommer kommt bestimmt" (o próximo Verão vem de certeza). Esperemos então por ele...





 

6 comentários:

antonio - o implume disse...

Lá se foi o aquecimento global...

Kássia Kiss disse...

Lol, pois é, implume. O pior é que há quem diga que estes Invernos exagerados são precisamente consequência do aquecimento global! Vá-se lá entender essa gente. E a Natureza. Enfim...

Jaime disse...

No branco da neve vê-se melhor a escuridão da alma.

António R. disse...

Não creio que haja grandes dúvidas sobre a origem destes Invernos. O aquecimento global marca a diferença entre os invernos actuais e os de há 100 anos, ou um pouco mais, pois só desde essa altura há registos constantes da evolução climatérica.
O homem vai dando cabo da natureza e depois todos sofremos com isso.

Blondewithaphd disse...

Furchtbar!
No dia em que eu nasci levei logo com -20ºC para abrir a pestana! E fiquei a abominar o frio e os céus sem luz meses a fio. O Verão aí é outra calamidade: quaisquer 25ºC me parecem 40ºC aqui. Resolveu-se a coisa: pedi a nacionalidade esta. Podemos estar em crise mas ao menos hoje estavam 17ºC - os trópicos, oder?:)

Kássia Kiss disse...

Sim, é verdade, o calor aqui costuma ser muito húmido, estilo estufa.