Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

28 abril 2011

Já se sabia...

... mas é sempre bom lembrar: crianças felizes são adultos mais satisfeitos.



O artigo é alemão, mas o estudo é inglês, levado a cabo por investigadores da Universidade de Cambridge. 2800 ingleses, nascidos no ano de 1946, foram analisados, regularmente, desde o seu nascimento, até à actualidade. Os que tiveram uma infância feliz, têm 60% menos probabilidades de sofrer de doenças psíquicas. E o que eu considero muito importante, pois é um aspecto, muitas vezes, subestimado: aqueles que, entre os 13 e os 15 anos, tiveram mais incentivos por parte dos seus professores, através de crítica construtiva, também levam uma vida mais agradável. São mais felizes, tanto a nível profissional, como no contacto com a família e os amigos e nos tempos livres.

2 comentários:

Bartolomeu disse...

Lá dizia o Professor Agostinho da Silva, que o Homem nasce para ser feliz. Não se percebe porque é que ha sempre alguém empenhada em alterar esta regra natural...

Cristina Torrão disse...

É verdade! Se até na Bíblia se diz que o Reino de Deus pertence àqueles que são como crianças, não entendo porque se insiste tanto em modificá-las... Ensinar-lhes regras, sim! Anular-lhes a personalidade, realçando-lhes os defeitos, não!