Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

20 setembro 2011

Vida de Abandono



Há um novo blogue, Vida de Abandono, que fala de vidas de animais domésticos recuperadas do abandono. As histórias são contadas sob a perspectiva do animal, o que eu acho muito importante, porque lhes dão uma voz. Muitas vezes, os animais são vistos como coisas e, não, como seres com sentimentos, seres que sofrem. Porque eles sofrem!!! Sofrem quando têm fome, mas, também, quando estão sozinhos e desprezados.

Dizem-se coisas do género:

- Eu tenho os meus cães fechados em jaulas, eles habituam-se!
É verdade. E as pessoas? Também se habituam, tal e qual, já tem havido casos (infelizmente).

- Eu deixo o meu cão sozinho todo o dia, ele não morre por isso!
Pois não. Tal e qual como as pessoas, crianças incluídas!

- Que passe fome, ele aguenta muito tempo sem comer!
Uma pessoa também, mais de um mês!

Uma outra particularidade do Vida de Abandono é que conta casos que tiveram um final feliz. Há muitos blogues que apresentam os maus tratos e as misérias. Também é necessário. Mas uma mensagem de esperança é sempre bem-vinda. E, às vezes, consegue converter melhor os cépticos.

1 comentário:

sandra pop disse...

Gosto desta ideia, de dar voz a quem não a tem :)