Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

20 janeiro 2012

Bom demais para Tugas?

Lindíssima, esta ilustração, adoro!

A procura da identidade e das raízes da família é o tema principal de "Portugal", o novo livro de banda-desenhada de Cyril Pedrosa, francês luso-descendente, hoje lançado em França.

Cyril Pedrosa, de 38 anos, nasceu em Poitiers e não sabe falar português. Mas interessa-se pelas suas raízes e o seu livro deixa-me muito curiosa, pois trata-se de uma visão de Portugal por alguém vindo "de fora". As editoras portuguesas devem estar ansiosas por lhe deitarem as mãos...

O tanas!

"Portugal" tem "edição em estudo" por parte da ASA, mas não faz, por enquanto, parte da programação da editora portuguesa.

O livro "Três Sombras", imediatamente anterior ao título agora lançado, tem edição brasileira, da Quadradinhos na Cia., e foi contratado para Portugal pela Polvo, que entretanto não avançou com a edição.

Não tenho palavras! Mas o que pensam as editoras portuguesas? Que ele é bom demais para o nosso país?

Pois, e talvez seja mesmo!

Via Dias Imperfeitos

2 comentários:

Arame Farpado disse...

Cristina,
concedo-lhe toda a razão e ajudo na pancadaria, se me permite.
Depois de confirmado o interesse em publicar... fa-lo-iam a preços, digamos, no mínimo desmotivadores.
Portugal é... sui generis.
Cumps.

Cristina Torrão disse...

Na verdade, informou-me a Ana Lima (link Dias Imperfeitos) que a versão francesa se encontra à venda na Fnac por 37 euros! Ignoro quanto custará em França.