Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

18 fevereiro 2012

Relato de um episódio não ocorrido


Não posso relatar nada de verídico sobre o caso de uma aluna que veio ao meu gabinete ver a correção de um exame de Álgebra, pelo simples motivo de que nunca lecionei essa disciplina. Por conseguinte, não me comprometerei se disser o que quer que seja sobre o hipotético comportamento de uma aluna que não veio à minha sala ver a correção do exame de uma disciplina que nunca lecionei.

Ler o texto completo aqui.

4 comentários:

André Nuno disse...

Sabe, Cristina, estive mesmo para colocar aqui um comentário dizendo que achei o texto muito interessante, que o professor tem uma integridade inatacável e que tudo isto foi brilhantemente apanhado.
Optei por não o fazer.
;)

Bartolomeu disse...

às tantas, nem o professor é professor, nem a aluna é aluna, nem a história foi contada.
;)
Mas gostei da pertinência do teu comentário Cristina.
Aliás, é de questionar também se; havendo lugar a história e em lugar de um professor fosse uma professora e um aluno, em lugar de uma aluna a propor à professora, a troca de uma nota, por um favor...

Exilado no Mundo disse...

Adorei a nota introdutória ao texto. Contudo, resta saber quem, nesta não história, foi não vencido e que foi não vencedor... :)

Cristina Torrão disse...

Eu não vi comentário nenhum, André Nuno ;)

Ai, gente, acho que houve aqui alguma confusão. A nota sobre os fracos e vencidos da História não tinha necessariamente a ver com o episódio não ocorrido, acho que vou ter de mudar o sítio...