Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

04 março 2012

Opinião "A Cruz de Esmeraldas" II

Extractos da opinião do Manuel Cardoso em Dos Meus Livros:

Levantado do Chão de José Saramago e Vagão J de Vergílio Ferreira foram livros que me marcaram. Porquê? Pela sua singeleza, pelo encanto que é recuar às origens de um génio; da mesma forma, a leitura deste livro de Cristina Torrão, que marca o arranque da sua carreira literária, é uma experiência interessante. 

Emana deste pequeno romance o perfume de um humanismo notável. Já neste primeiro livro, Cristina Torrão faz a apologia de uma convivência pacífica entre cristãos, mouros e também judeus, em torno de uma espécie de panteísmo, como se o Deus de todos os povos fosse um e único.

Um aspecto curioso desta obra é o seu carácter didáctico: que proveitoso seria se este livro fosse lido por todos os estudantes de história. A linguagem utilizada torna-o acessível a qualquer grau do ensino  e a beleza com que a ficção adorna a verdade histórica torna este livro muito atractivo e de fácil leitura.



7 comentários:

Carla M. Soares disse...

:) hei de lê-lo um dia destes...

Cristina Torrão disse...

Obrigada pelo interesse. Quando estiver em Portugal, em Junho, não deixarei de adquirir o "Alma Rebelde", na minha volta pela Feira do Livro do Porto :)

Ana Sofia disse...

Desculpe a pergunta, mas vai estar este ano na Feira do Livro em Lisboa? :D

Cristina Torrão disse...

Não vou estar, Ana Sofia. Com muita pena minha, mas é mesmo impossível.

Carla M. Soares disse...

Ganhaste outro selo Liebster Blog. Está no monster blues :)

Ana Sofia disse...

Oh ok.
Vou ver, então, se vou ao Porto na altura da feira do livro :)

Cristina Torrão disse...

Obrigada, Carla :)

Ana Sofia, em princípio, passarei por lá, está planeado.