Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

02 abril 2012

Pré-publicação #5


Arrependia-se, agora, de não ter falado sobre o assunto com a física sábia. Mas sempre pensara que esse aspecto da sua vida estava morto e enterrado, que não havia necessidade de o abordar. Notava, agora, que tudo o que se vivia, jamais desaparecia. Acreditar que se podia esquecer os piores momentos, que se podia ignorá-los, fazendo de conta que não haviam existido, era pura ilusão. Eles fariam sempre parte da vida de cada um.
«Somos o nosso passado», murmurou, para si própria. O presente só nos pertencia quando se tornava passado. Tudo aquilo de que tomávamos consciência, já passara. Talvez o presente nem existisse, apenas passado e futuro.
«E o futuro ainda não somos. Somos o nosso passado...»

Sem comentários: