Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

04 dezembro 2012

Barbaridades


Talvez já conheçam a história de Sparky, o cão que foi arrastado por uma corda amarrada a uma carrinha e abandonado, em Vila Real. Felizmente, houve alguém que o levou para o Hospital Veterinário da Universidade de Trás-os-Montes e, entretanto, sabe-se que Sparky já está quase bom.

Não. Não vou, mais uma vez, expressar a minha pena por ver um animal maltratado. Expresso, sim, a minha pena por todos queles que convivem com as pessoas que cometeram esta barbaridade. Ou vocês têm alguma dúvida de que gente desta torne a vida de parentes e amigos num inferno? Devem ser prepontentes, egoístas, neuróticos... Enfim, insuportáveis!

Ana Beatriz Loureiro, a enfermeira que ajudou o cão e que acabou por ficar com ele, conseguiu pagar as despesas do hospital graças aos donativos recebidos através da página do Facebook que criou para o efeito. Mas esta boa ação tem-lhe trazido dissabores: «Alguém imagina o quanto este mediatismo mudou a minha vida? No quanto sou olhada de lado porque fiz um animal saltar para as luzes da ribalta, quando há tantos problemas de maior dimensão no mundo? Sim, há! Mas os maus-tratos a animais, e este caso em particular não podia ser negligenciado, e o Sparky merecia uma segunda oportunidade».

Este é um problema comum, numa situação de crise como a que se vive em Portugal. Mas o facto de haver pobreza e fome não pode justificar o gesto de se assobiar e olhar para o lado, perante um animal assim abandonado num parque de estacionamento!






4 comentários:

Vespinha disse...

Também me entristece ver que em tempos como estes os animais são deixados de lado... Há tempos partilhei no Facebook um apelo à comparticipação nas despesas médicas com animais, e ainda fui insultada por falar disto quando há tanta gente a passar fome. Ser humano é olhar a tudo e não apenas... aos outros seres humanos.

Ana Lemos disse...

Estou surpreendida por saber que há pessoas que criticam quem tenta ajudar /divulgar estes casos e pedidos de ajuda... :(
Acho que os animais são melhores e merecem mais que mtas pessoas.... Os ditos seres humanos tem mtas "ferramentas" à sua disposição para melhorarem de vida, e mtas vezes não fazem nada para além de se queixar e criticar os outros.... os animais tem amor para dar...amor e tudo o que ele implica é a moeda que circula no mundo animal... Os seres humanos tem mto a aprender com os animais... Eu aprendi mto com o meu Snoopy....faz-me mta falta...
Quem não quer ajudar, que não ajude mas que também não critique...há mtas pessoas com dificuldades sim....mas não é de agora! Já para não falar de quantos sem abrigo que se vê com animais ao seu cuidado, que dividem a pouca comida que tem com o seu amigo e companheiro? Muitos...exatamente porque o seu amigo também cuida deles...com amor!

Cristina Torrão disse...

Concordo, Vespinha. Infelizmente, muitas pessoas escolhem expressar assim o seu descontentamento pela vida.

Ana Lemos, há realmente pessoas que não merecem o epíteto de seres humanos. E é ingénuo, mesmo irrealista, pensar que, se deixarmos de ajudar os animais, haverá menos pobreza no mundo.

Clara Fernandes disse...

Enviei um donativo mini para ajudar as despesas do Sparky, pobre animal. É de revoltar mesmo. Que mal terá feito esta criatura para merecer semelhante castigo? Nem aos homens se inflige esta tortura...