Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

30 janeiro 2013

Visitas

Embora ainda continuem a ser bastantes, as visitas ao Andanças tornaram a baixar um pouco. Mas só um pouco ;-) em relação ao que eu aqui dizia.

A este propósito, constatei algo interessante: a página da Wikipedia sobre D. Afonso Henriques foi modificada há poucos dias. E pergunto-me se terá uma coisa a ver com a outra, ou seja, se alguém andou por aqui a pesquisar...

Devo dizer que acho muito bem!

Por um lado, a página da Wikipedia em questão era, até há uns tempos atrás, uma verdadeira vergonha, não servia nem para as crianças do infantário! Eu própria pensei em atualizá-la, mas adio sempre, ou por esquecimento, ou por falta de tempo.

Por outro lado, acho ótimo que venham aqui pesquisar sobre temas históricos. Até porque é uma pena não haver mais blogues que se dediquem a este tema. Gostaria muito de ler outros e de trocar impressões. Uma tristeza, em Portugal, um país com tantos séculos de História!

3 comentários:

Sara disse...

Também me choca um pouco que haja tão pouco interesse pela história do nosso país que é tão rica em toda a especie de acontecimentos...Será por uma questão de mentalidade? Falta de incentivo dos professores (as minhas aulas de história eram a modos que um bocado secantes...)?

Não sei, mas é pena...

cumps

Cristina Torrão disse...

Também nunca gostei de História, enquanto andei a estudar. Agora, arrependo-me um pouco de não ter tirado esse curso. De qualquer maneira, devia ser motivo para se repensarem os métodos nas aulas de História. Mas, da maneira como está a situação do ensino, não me parece que haverá modificações tão cedo.

Sara disse...

Eu sempre gostei de história, mas investigando as coisas que me interessavam nos livros e depois na internet por conta própria...Não desgostava das aulas, mas saia sempre de lá com a sensação de não ter aprendido aquilo que realmente queria...Já era hora de alterarem os manuais, de facto. Matéria sempre apresentada da mesma forma, tudo formatado e demasiado extensa...Não há espaço nem para reflexão nem para debate...Enfim.