Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

03 março 2013

Também pode ser assim!


Não sei quem foi o/a autor/a desta forma de protesto, mas dou-lhe os meus parabéns! É muito mais inteligente do que certos candidatos a advogados, que têm o mau gosto de nos pôr enojados perante um coelho empalhado a bambolear de uma forca (espero que fosse mesmo empalhado).

Já dizia a minha avó: o respeito é muito bonitinho! E quem não tem a humildade de respeitar os animais (sim, mesmo aqueles que servem para a nossa alimentação), dificilmente se respeitará a si próprio. Não precisa de gostar, mas tão-só de respeitar. É assim tão difícil? Qualquer ser vivo é digno de respeito pelo simples facto de existir!

Respeito pela vida é respeito por Deus e por toda a sua Criação!


6 comentários:

Imperatriz Sissi disse...

Muito mais giro, realmente!

Luís Henriques disse...

Concordo.
Cumprimentos,

Cristina Torrão disse...

:)

fallorca disse...

«(espero que fosse mesmo empalhado).»
E eu tenho esperança de que o verdadeiro venha a ser empalado, sem "h"

Bartolomeu disse...

Inteiramente de acrodo, minha amiga Cristina.
Apesar de todo o sentimento de injustiça e de satisfação que vivemos, devemos reivindicar com veemencia mas, respeitando. Só assim, a reivindicação se reveste da força gerada pela indignação.
Li por exemplo num blog estas frases de cartazes fotografados durante a manifestão, que me parecem ilustrativas:
«A política não pode continuar na mão de 'habilidosos', corruptos, medíocres. Basta!»
«A austeridade tem limites. Haja decência, haja sensatez! Haja vergonha!»

Cristina Torrão disse...

fallorca, estás numa de Drácula ;)
(o verdadeiro conde Drácula parece que gostava de empalar os inimigos).

Bartolomeu, vimos o Telejornal desse dia na RTP internacional. O meu marido (alemão) ficou bastante impressionado. Sabe-se, aqui, que países como Portugal e a Grécia estão a passar por dificuldades. Mas, na verdade, ninguém está consciente do grau dessas dificuldades, as notícias são muito escassas.