Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

01 novembro 2013

Os melhores do mundo

A propaganda do regime esforçava-se por branquear as condições da cadeia, que a revista oficial da PIDE/DGS, Continuidade, dizia serem «das melhores do mundo».

Os Últimos Presos do Estado Novo, Joana Pereira Bastos, p. 93

Mau grado este exemplo, ao ler estas linhas, dei comigo a refletir sobre essa estranha tradição portuguesa de insistir na expressão «melhor do mundo». As nossas praias são as melhores do mundo, as nossas paisagens são as melhores do mundo, o nosso sol é o melhor do mundo, o nosso azeite é o melhor do mundo, o nosso vinho é o melhor do mundo, os nossos enchidos são os melhores do mundo, a nossa cozinha é a melhor do mundo, o nosso futebol é o melhor do mundo, os nossos poetas são os melhores do mundo... Enfim, o nosso povo é o melhor do mundo.

Com tantos «melhor do mundo», porque andamos sempre de corda ao pescoço?


4 comentários:

Iceman disse...

Pois, somos um povo de tristes.
Eu costumo dizer: "melhor do mundo e arredores".

Cristina Torrão disse...

O pormenor dos "arredores" não é mesmo de desprezar, Iceman ;)

fallorca disse...

Porque a a corda que nos atam ao pescoço é a melhor do mundo :)

Cristina Torrão disse...

Pois... Näo há volta a dar-lhe ;)