Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

16 dezembro 2013

Empatia

«Os olhos e os ouvidos abertos, ver, ouvir e partilhar, oferecer algo de si. Empatia é a capacidade de perceber os sentimentos das pessoas que nos rodeiam.

Para o psicólogo familiar dinamarquês Jesper Juul, a empatia é a qualidade principal de que precisam pais, professores e educadores, quando lidam com as crianças. A partir daí, é possível alargá-la a toda a sociedade.

Levar as crianças a sério, estabelecer contacto com elas de igual para igual.»

(Palavras retiradas do jornal Kirchenzeitung, artigo de Marilis Kurz-Lunkenbein; tradução minha)

Porque é tão difícil ensinar a amar?
Talvez porque ensinar a amar não é dizer que devemos ser bons com os outros. Ensinar a amar é AMAR! E parece haver pouca gente que saiba amar...

Nota: tinha feito esta pergunta num comentário do blogue da Alice Alfazema. E ela deu duas respostas bonitas: na forma de um poema de Fernanda de Castro e de um texto de sua autoria.



Sem comentários: