Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

07 fevereiro 2014

Uma ilha no Mar do Norte

E tenho-me esquecido de publicar fotografias da minha estadia na ilha Föhr. E algumas são bem interessantes. Ora vejam:


Numa ilha do Mar do Norte, à altura da fronteira entre a Alemanha e a Dinamarca, dou com uma «sapataria», assim mesmo, em português!!! Fica por saber se pertence a um/a compatriota ou a alguém que esteve em Portugal e achou piada à palavra (desculpem a qualidade da foto, cheia de reflexos no vidro da montra).


Representação de um marinheiro do Mar do Norte. Sei que parece o capitão Haddock, mas eles vestem-se mesmo assim.


Tradução: «Nós também gostamos de ir à praia». A seta indica a praia em que são admitidos cães. E eles nem se importam com o frio, o que querem é correr e pular ;-)

 

- Então, onde é o tal restaurante?


A cheirar um sabonete feito a partir de leite de cabra.




4 comentários:

Daniel Santos disse...

ai está, uma boa visita começa sempre por uma sapataria. :)

Bartolomeu disse...

Aquilo, o certo, certo era ser uma botaria... com o frio que faz por aí, até a Lucy devia andar calçada com uma botinhas.
Cristina, podias ter ensinados a esse pessoal, que o leite de cabra d´z uns excelentes queijinhos... à maneira portuguesa.
;))))

Vespinha disse...

Adorei a sinalética. :)

Cristina Torrão disse...

Eu até achava giro ver a piquena com botinhas, mas não me parece que ela ficasse muito satisfeita... ;)

Queijo de cabra também se come aqui, mas não o há curado, como aí.