Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

01 abril 2014

Inspirações Revolucionárias (3)



- Ai a guerra vai acabar? Tens consciência da burrice que disseste? O Estado combate terroristas, gente perigosa! Se tornas a dizer coisas dessas, tiro-te da faculdade! Parece que Lisboa te anda a fazer mal.
A última coisa que Helena queria era sair de Lisboa. Morreria, se não pudesse voltar para Leonel. Passou o resto das férias calada e submissa. Na véspera da sua partida, quando fazia as malas, o pai veio ter com ela e anunciou, com uma expressão de nojo e desprezo profundos, como se lhe cuspisse para a cara:
- Se sei que andas metida com algum desses comunistas, desfaço-te!
No dia seguinte, levou a filha à estação, no carro que era o seu orgulho, com o seu habitual ar de mau, não abrindo a boca nem para se despedir, para já não falar de um abraço, de um beijo ou do mero desejo de boa viagem.


7 comentários:

Bartolomeu disse...

Esta Helena ainda vai dar muito que falar...
Foi esta que depois de terminar a faculdade, decidiu emigrar para Troia, acompanhada do colega Paris, não foi?
Comunista!

Cristina Torrão disse...

:D
É verdade que o nome era comum, na época. Mas garanto que esta é uma personagem criada por mim. Como se costuma dizer? Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência ;)

AprilSkies disse...

Era tão bom que estas estórias fossem publicadas para comemorar estes anos todos de democracia!
Mas ainda tenho esperança de te ver a esclarecer uma plateia de criançinhas embasbacadas no nosso liceu. Garanto-te um auditório cheio de putos que querem é fugir às aulas, (segundo a Meg "é tão bom sair da aula para fazer qualquer coisa ")...

Disclaimer: este comentário também foi para testar o meu primeiro utilizador ever.
Bjs.
C.

Bartolomeu disse...

Hmmm... nesse caso, a Helena não foi para Troia, a terra do Elmano Sadino!?
Coitado do Paris... às tantas ainda se viu obrigado a comprar uma moradia na quinta da marinha...
;)

Cristina Torrão disse...

Adoro o teu nome de utilizador, AprilSkies :) Estás a pensar em contribuir para a blogosfera?

Bartolomeu, o Paris comprou a moradia, mudou de sexo e acrescentou Hilton como segundo nome ;)

Bartolomeu disse...

Mas... espera lá: o que mudou de sexo não foi o Aquiles? Li numa revista cor-de-rosa que o Aquiles é que, depois de uma entorse no calcanhar... ganhou um "andar novo". Bom, na verdade há uma diferença entre andar e moradia. Devo estar a fazer para aqui uma grande confusão.

Cristina Torrão disse...

:D :D :D