Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

08 julho 2014

Excertos # 12



- Peca-se, quando se escolhe o caminho do mal. Mas como é, quando não se tem escolha?
- Que dizes?
- Supõe que vamos por uma estrada fora, que, num certo ponto, se divide em duas. Dizem-nos que a da direita leva a anos de sacrifício, mas, no fim, à salvação. A da esquerda leva-nos a anos de folia e prazeres, mas, no fim, à condenação. Sabemos que pecamos se nos deixarmos levar pela folia. Mas… E se não nos dão escolha? Se nos encaminham para uma estrada que nunca se bifurca e somos obrigados a percorrê-la até ao fim, seja ela qual for? Pecamos, mesmo que escolhêssemos outra, tendo essa oportunidade?
Zaida olhava-a, agora, igualmente séria. Jacinta acrescentou:
- Nem a D. Mafalda, uma donzela tão nobre, se permite escolher o rumo da sua vida. Temos de nos sujeitar àquilo que decidem por nós… Ou àquilo que nos fazem…
Apesar de os olhos da moura não poderem ser mais negros, Jacinta viu uma sombra de tristeza e sofrimento perpassá-los. Por fim, Zaida murmurou:
- Estamos todos nas mãos de Deus… Não podemos cair mais fundo do que isso…







Sem comentários: