Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

28 outubro 2014

Da nossa relação com os animais VI


Muita gente esquece que tratar bem e proteger os animais proporciona uma vida melhor e com mais segurança aos seres humanos. Não podemos pôr os animais de lado, enquanto não conseguirmos erradicar a fome, a pobreza e a solidão! Como ficaria este nosso mundo, cheio de animais abandonados, por tratar, a morrer de fome e frio, atacados pelas mais variadas doenças? A pobreza e a solidão são produtos humanos, consequência de maus comportamentos humanos que prejudicam outros humanos. É muito injusto fazer os animais pagarem por isso, deixando-os de lado, quando precisam de nós.

Muita gente se escandaliza por haver quem trate os seus animais domésticos "como crianças". E eu pergunto: entre um cão/gato que é tratado como uma criança e um cão/gato que é abandonado, qual representa maior perigo para a saúde pública?

Quer queiram, quer não, amar os animais significa criar um mundo mais agradável para todos nós. Na Terra, há espaço e recursos para todos, é preciso apenas um pouco mais de tolerância e boa vontade! "Apenas".



Nota: recebi as fotografias por email, sem indicação dos autores, embora na segunda seja visível uma referência.


4 comentários:

Cláudia da Silva Tomazi disse...

Acima (no cabeçalho) você menciona que são as mesmas paixões e mesmo desígnio enquanto valores da natureza humana e, na etiqueta deste post escreve em inglês e na vossa essência Cristina, deve ter bons motivos a proteção de cães, obviamente por ser o cão um animal ético.

O cão tem regras específicas e, convívio civilizado.

Cristina Torrão disse...

Aprender a interpretar o seu comportamento e a sua mímica é essencial. Eles estão "programados" para interagir.

Vespinha disse...

Apoio tudo, como sabes.

Cristina Torrão disse...

Beijinho, Vespinha :)