Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

14 abril 2015

Os Segredos de Jacinta - Excertos (18)



Juntavam as trouxas, na véspera da partida, quando a aproximação de uma comitiva de dezenas de cavaleiros, vinda dos lados de Braga, perturbou a vida no castelo de Lanhoso. A algazarra aumentou de tom, ao reconhecer-se o estandarte de D. Gonçalo Mendes Sousão, o íntimo de D. Afonso Henriques que estivera a seu lado na conquista de Santarém. A agitação dos humanos transmitiu-se, como de costume, aos animais, sobretudo aos cães, que desataram num grande histerismo, sendo custosos de dominar, à chegada dos cavaleiros.
No meio da confusão de berros, latidos e algumas mordidas, as atenções centraram-se à volta do grande senhor de Sousa, imponente sobre a sua montada. Jacinta encontrava-se a uma distância considerável, sem interesse em furar por entre o povo, embora não deixasse igualmente de observar o fidalgo, como se se pudesse assim pressentir a razão do seu surgimento.
Demorou até se estabelecer a normalidade. Os cães continuavam agitados, enquanto os moços de estrebaria andavam numa lufa-lufa a fim de acomodar os cavalos dos recém-chegados e os escudeiros montavam tendas, pois não caberiam todos nos aposentos do castelo. Além disso, discutia-se sobre o significado daquele surgimento e Francisco recordou aos seus que seriam chamados a animar o serão. A sua partida ficava adiada e havia que desfazer as trouxas já preparadas.


Sem comentários: