Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

21 abril 2015

Os Segredos de Jacinta - Excertos (19)



Tais novidades não estarreceram apenas Jacinta. Durante todo o dia, não se falou de outra cousa, no castelo de Lanhoso. O acontecimento teria repercussões em todo o reino, logo começando num despovoamento temporário do Norte, o que pôs o jogral Francisco Lopes de Braga deveras preocupado. Se os mais poderosos se deslocariam para Sul, pouco compensaria atuar nas romarias de Entre Douro e Minho. O melhor seria acompanhar os guerreiros que haveriam mister de divertimento.

Jacinta notou, porém, que Zaida se quedava cabisbaixa, contrastando com a euforia geral. Estaria ainda amuada com o que se passara no serão? Mas a moura revelou que as suas cismas eram outras: não desejava rumar a Sul.

-Eu sei o que se passará - disse-lhe, com lágrimas nos olhos. – Pelejas, mortes, padecimento… Não o quero tornar a testemunhar. Aumentará o ódio pelos mouros…

- Estarás protegida pelo grupo…

- Mesmo que não haja mister de temer por mim, recuso-me a assistir às injúrias a que o meu povo será infligido!

Jacinta recordou os mouros cativos, depois da Batalha de Ourique, e igualmente se perguntou se deveria acompanhar o grupo. Como poderia entreter os guerreiros, assistindo à miséria e ao sofrimento?


Sem comentários: