Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

15 agosto 2015

Entrevista de Yanis Varoufakis ao semanário alemão “Die Zeit” (1)


Die Zeit: E as fotografias na revista francesa “Paris Match”, para as quais posou com a sua mulher como um casal da high-society? Estavam adequadas à situação, ou foi pura vaidade?
Varoufakis: Estava em Paris, na altura, e a minha editora francesa propôs-me duas entrevistas: uma para uma revista de Filosofia e outra para a “Paris Match”. Eu não sabia o que era a “Paris Match”. Por isso, autorizei o texto. A jornalista enviou-mo e achei-o muito bom. Depois, a redação telefonou a dizer que queria tirar algumas fotografias em minha casa. Planeavam três horas para a sessão. A minha mulher ainda disse que não seria boa ideia. Eu não tinha tempo para me ocupar disso. Estive apenas 15 minutos na sessão fotográfica, pois tinha um encontro com o Primeiro-Ministro. Eles tiraram as suas fotografias e eu nem me dei ao trabalho de saber o que se passava. Foi um erro.


Não te justifiques tanto, Yanis! As tuas fãs tudo te perdoam e os outros não acreditam.


Nota: a entrevista foi publicada a 30 de Julho de 2015; a tradução, o destaque e o comentário são de minha autoria.


Sem comentários: