Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

08 junho 2016

O papa que aboliu os Templários

Imagem Wikipedia

Em Junho de 1305 foi eleito o papa que haveria de abolir a Ordem dos Templários.

Filipe IV de França conseguiu que fosse eleito o cardeal francês Bertrand de Gouth, que ele manipulava e que adotou o nome de Clemente V. O monarca francês pretendia aniquilar os cavaleiros do Templo e iniciou uma grande campanha de difamação. As razões para tal são obscuras, pensa-se que a principal terá sido apoderar-se do património dos Templários. Mas teria sido apenas isso, ou teria Filipe IV realmente provas dos crimes que lhes eram imputados?

Processo contra Templários.jpg
 Imagem daqui

O certo é que Dom Dinis, à semelhança dos outros reis hispânicos, não se deixou influenciar e tudo fez para proteger os Templários. Perante a evidência da abolição da Ordem, o monarca criou outra, a Ordem de Cristo, para onde transferiu todos os cavaleiros do Templo e seu património.

Como já aqui referi, o Mestre dos Templários francês, Jacques de Molay, profetizou, ao ser queimado, que ainda antes do fim desse ano de 1314, os dois maiores responsáveis pela destruição da sua Ordem morreriam. De facto, Clemente V morreu passado cerca de um mês, a 20 de Abril, com cinquenta anos. E o rei francês Filipe IV acabaria por sucumbir a um acidente de caça, a 29 de Novembro, com apenas quarenta e seis.

Clemente V foi igualmente o papa que deu autorização a Dona Isabel para fundar o mosteiro de Santa Clara em Coimbra.

Mosteiro Santa Clara Coimbra.jpg
 Imagem daqui

O meu romance sobre Dom Dinis está à venda sob a forma de ebook na LeYa Online, na Wook e na Kobo.


2 comentários:

Anónimo disse...

E podem ler a excelente serie "Os Reis Malditos" de Maurice Duron

Cristina Torrão disse...

Muito obrigada pela sugestão.