Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

29 novembro 2010

Advento



Na Alemanha, há muito tempo que católicos e protestantes vivem lado a lado, de modo pacífico. A população divide-se, em partes mais ou menos iguais, entre as duas formas de cristianismo (estou a falar sobretudo de indivíduos de nacionalidade alemã). No norte, a maioria é protestante, no sul, é católica. Como moro na região de Hamburgo, estou "rodeada" de protestantes, a começar dentro de casa, pois o meu marido é luterano.

Os hábitos e as tradições são praticamente iguais e, sendo os alemães surpreendentemente tradicionalistas em certos aspectos, o início do Advento é uma data a assinalar. Ontem foi o primeiro Domingo do Advento. Começa a anoitecer cedo, à hora do café/chá (costuma-se tomar uma dessas bebidas pelas 3/4 horas da tarde, acompanhadas de bolo). No Primeiro Advento, acende-se a primeira vela de quatro, alinhadas num arranjo como o da fotografia, ou em forma de círculo (Adventskranz, ou Coroa do Advento). Todos os Domingos se acende mais uma vela, até chegar às quatro, no último Domingo, antes do Natal.

Eu adoro este hábito. Além de estar a ficar escuro, já faz muito frio. E é confortável, até romântico, acender a primeira vela, enquanto se bebe um chá quentinho. Ontem comemos Stollen, um doce tradicional, também desta altura, com uvas passas pelo meio.





Resta-me desejar a todos um bom Advento!

4 comentários:

Daniel Santos disse...

nesse caso, obrigado.

jota disse...

Por cá, nas igrejas católicas também se adoptou nos últimos anos essa tradição da Coroa do Advento. Durante a missa acende-se essa vela com uma oração.

Um bom Advento para vocês também.

Moira disse...

Um costume interessante. Gosto muito de Stolen, mas nunca tive coragem de o reproduzir em casa, mas ando-me a encher de coragem para fazer o Lebkuchen, gostas?
Beijinhos
Moira

Kássia Kiss disse...

Sim, gosto, mas não sou tão maluca por ele como o meu marido, que não concebe um Advento/Natal sem Lebkuchen. Aliás, diz-se aqui que o cheiro do Natal é o cheiro do Lebkuchen. A minha sogra fazia uns muito bons (aliás, ela fazia montes de doces muito bem) mas eu, como já te disse, nunca me dediquei à culinária, limito-me a cozinhar para o dia-a-dia(o Stollen da foto foi comprado)...

Presumo que já tenhas receita para o Lebkuchen, mas se precisares de alguma coisa, diz :)