Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

23 abril 2011

Visita a Santiago de Compostela

























Fotografias tiradas em Setembro de 2009

5 comentários:

Manuel Cardoso disse...

Engraçado; estive lá ontem.
Adoro aquela catedral! Se não fossem as multidões de turistas, aquilo seria a Idade Média toda ali, em pedra! Faz lembrar as descrições de Victor Hugo a propósito de Notre Damme... Ali respira-se Idade Média...

antonio - o implume disse...

Faltou-te o portal da Glória um dos mais fascinante e ricos portais do mundo...

Bartolomeu disse...

Santiago de Compostela, é um lugar místico e de grandes contrastes.
O ambiente medieval convive na perfeição com o religioso, o cosmopolita, o cultural, o mundano e o profano.
Naquele local, cruzam-se diversas origens, culturas e destinos. O Santo, padroeiro dos peregrinos, tem fama de ser orientador de caminhos, uma competência que nos nossos dias faz muita falta aos países e às gentes.
Este é um local de que gosto imenso e que visito sempre que me é possível, não com o espírito de peregrinar, mas sim o de absorver. Absorver o ambiente da cidade, sobretudo a parte medieval, o interior da catedral, as ruelas que a cercam, as esplanadas, os bocadillos, a música popular, os rostos das pessoas, o comercio tradicional, as bruxas, os saltimbancos, os músicos, etc.
Ó Cristina... e se organizássemos uma Andança Medieval a S. Tiago?!
Hmmm?
;)

Cristina Torrão disse...

Manuel, há coincidências destas ;) De resto, de Braga até lá é um saltinho...

implume, isto foi apenas uma pequena selecção.

Bartolomeu, a ver vamos... Mas, este ano, é difícil.

George Sand disse...

Estive lá este ano e vi o tocador de gaita de foles :)