Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

19 março 2012

Imprimir como Gutenberg

Agora, que estamos a iniciar a era dos livros electrónicos, nada como regressar às origens. Foi isso mesmo que nos aconteceu na nossa visita à lindíssima catedral gótica de Magdeburgo.


Deparamos, sem o saber, com uma exposição sobre publicações da Bíblia ao longo dos tempos, na qual o ponto forte eram as lindíssimas versões da Idade Média, escritas e ilustradas à mão.



Peço desculpa pelos reflexos das vitrinas nas fotografias. Na próxima, que mostra um pormenor, não existe esse problema:


Mas a Bíblia foi também o primeiro livro impresso (em alemão: das erste gedruckte Buch)


Por isso, a exposição foi aproveitada para lembrar aquele que revolucionou o mundo dos livros. Três estudantes imprimiam gratuitamente, com os meios de Gutenberg, uma página, para quem a quisesse levar.













Claro que não resistimos à oferta e aqui está o resultado, que levámos para casa:


É uma passagem do Evangelho de São João (14,6) : Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim.

2 comentários:

Olinda Melo disse...

Precioso apontamento, Cristina. Realmente na I.M. a morosidade dos copistas não permitia que todos tivessem acesso aos livros. Mas é um prazer ver esses manuscritos com as suas iluminuras e os seus caracteres tão bem desenhados.
Gutenberg iniciou uma nova Era. À Biblia impressa em Alemão segue-se a Biblia impressa em línguas nacionais, uma revolução. São os ventos da Reforma.As 95 teses impressas de Martinho Lutero foram o seu primeiro momento...

Bj

Olinda

Cristina Torrão disse...

Agora, são os ebooks que estão a iniciar uma nova Era. Poderão os livros convencionais coexistir com os electrónicos? A ver vamos...