Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

19 abril 2012

Saber mentir


Gostam de mentir. E fazem-no bem. Fazem-no tão bem, que, por vezes, não resistem à tentação de se gabarem que convencem qualquer um com uma patranha qualquer, sem sequer pestanejar. E nem sequer notam que se traem a si próprios. Ou alguém torna a confiar em alguém que o ponha a par de tal “qualidade”?

5 comentários:

Rita disse...

Olá, deveras...

Bartolomeu disse...

Olá Cristina, como vais; tu e a tua produção literária?
Bom... depende. Em Portugal, a tendência é de eleger para os mais altos cargos políticos, aqueles que mai habilmente... mentem. Sabendo antecipadamente, que mentem.
Mas lá que saber mentir, é uma arte para a qual, poucos reunem competência... isso, é.

Cristina Torrão disse...

Sim, Bartolomeu, os políticos são especialistas. E não há dúvida de que é precisa uma certa competência, para aquelas mentiras, sem pestanejar.

Quanto à minha produção literária, está de boa saúde. Mas vou tentar mudar de editora.

Bartolomeu disse...

Desejo-te as maiores felicidades e êxitos, minha amiga.

Cristina Torrão disse...

Obrigada :)