Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

25 outubro 2012

O Pior Livro

Hoje estou também no nlivros, do Iceman, na rubrica "O Pior Livro".

Escolher o pior livro que se leu é tão, ou mais, difícil como escolher o melhor. Normalmente, mesmo os livros de que não gostamos, contêm aspetos interessantes. Mas, enfim, puxando pela cabeça, sempre se encontra alguma coisa ;-)


5 comentários:

Iceman disse...

A ideia dessa rubrica é mesmo o de fazer as pessoas pensarem qual o pior livro, o mais aborrecido que leram.
Curioso constatar que nomear o pior livro é muito mais dificil que nomear o melhor. Aliás, qualquer leitor nomeia 5, 10 bons livros que leu. Quando se pede os piores...
é pior. :)
Obrigado pela participação!

C.e.C disse...

Por acaso, e felizmente, não conheço nenhum dos dois.
Apeteceu-me, no entanto, mencionar um romance histórico que li há pouco tempo e me agradou bastante - aliás, só agora descobri que era uma saga e que há continuação mas estou indeciso em ler os outros.

"Dawn of Empire", de Sam Barone.

Cristina Torrão disse...

O prazer foi todo meu, Iceman :)

CeC, não conheço o livro, mas fui pesquisar e, pelo tema, parece mesmo muito interessante. Nunca tinha ouvido falar de um romance histórico situado na Mesopotâmia antiga! E, na minha opinião, se o livro agradou, nada como tentar a continuação ;)

C.e.C disse...

Cristina, na verdade trata-se de um misto de inata teimosia com um pseudo-complexo que se foi criando devido a traumas com todo o tipo de continuações.

Um bom exemplo será um livro que adoro: "The Physician", de Noah Gordon, e que por todo o dinheiro do Mundo não vou ler as continuações da saga.
Digamos, simplesmente, que há coisas demasiado boas para se correr o risco de serem estragadas por continuações mal conseguidas.

Cristina Torrão disse...

Bem, quanto a continuações, não deixa de ser verdade, tanto com livros, como com filmes.

Já me aconselharam esse livro de Noah Gordon, mas ainda não cheguei lá. Como dizia o outro: tantos livros e tão pouco tempo...