Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

14 junho 2014

Excertos # 5



Surpreendeu-se ao constatar como aquele momento da sua vida possuía tanta importância. Sempre pensara que o passado estivesse morto e enterrado e que não havia mister de o ressuscitar. Mas, sabia-o agora, o que se vive jamais desaparece. É pura ilusão crer que se podem olvidar os piores momentos, ou pelo menos ignorá-los, fazendo de conta que não existiram.

«Somos o nosso passado», murmurou, para si própria, como numa prece. «Só o passado nos pertence. Quiçá nem exista aquilo a que chamamos presente, apenas passado… E devir. Mas o devir ainda não somos».







Sem comentários: